28 de março de 2018

Do Fundo do Baú - A VERDADEIRA Capitã Marvel



Monica Rambeau, a primeira Capitã Marvel, foi criada em 1982 pelo escritor Roger Stern e pelo desenhista John Romita Jr. para uma história do Homem Aranha (Amazing Spider-Man Annual #16), chegou a servir de coadjuvante em algumas histórias do Homem de Ferro também, mas só começou a ser REALMENTE relevante quando ela se juntou aos Vingadores, onde ela entrou como membro em treinamento (tipo aqueles trainees de escritório!). Embora ela tenha sido muito importante no passado da Marvel, hoje em dia são poucos os leitores de quadrinhos que ainda se lembram dela, ou sequer a reconheçam depois de tantas mudanças de identidade, mas esse post é dedicado a celebrar aquela que já foi a vingadora mais poderosa de todas!


Como todo herói Marvel, Monica ganhou seus poderes em um acidente. Capitã de navio e tenente da patrulha portuária de Nova Orleans, ela foi irradiada com uma energia extra-dimensional que tornou seu corpo capaz de converter qualquer tipo de energia. O gerador que a bombardeou havia sido criado por um amigo seu, o cientista Andre LeClaire, que acabou deixando seu projeto cair em mãos erradas. Na tentativa de ajudar o amigo a recuperar seu gerador e impedir que tal criação fosse usada para o mal, Monica acabou saindo no braço com outro cientista, Felipe Picaro, o que ocasionou seu acidente. Após o ocorrido, LeClaire sugeriu que Monica usasse suas novas habilidades para combater o crime, e então ela começou as suas aventuras como uma heroína.


Hoje quando paramos para pensar em heroína Marvel, logo vem em sua cabeça Carol Danvers, a ATUAL Capitã Marvel ou talvez a Feiticeira Escarlate, mas há muito tempo, era de Monica Rambeau o título da mulher mais poderosa da Marvel. Capaz de converter seu corpo em energia, ela pode não somente disparar rajadas como também tornar-se intangível, invisível e ainda voar na velocidade da luz. Só aqui ela já poderia rivalizar com o Visão, a Mulher Invisível do Quarteto Fantástico e deixar o Mercúrio (que só atinge a velocidade do som) comendo poeira numa corridinha pelo Central Park. 


Todas essas habilidades se dão porque Monica pode se transformar em QUALQUER energia dentro do espectro magnético, o que inclui Raios-X, raios gama, raios ultravioleta, luz visível, eletricidade, radiação infravermelha, micro-ondas e ondas de rádio. Além de poder voar em qualquer um desses comprimentos de ondas, Monica assume as características básicas deles (ela pode fritar um dispositivo eletrônico convertida em eletricidade, por exemplo), o que a torna uma adversária EXTREMAMENTE eficiente, visto que ela pode mudar de um comprimento para outro com um simples pensamento.


Caracas, Rodman! Ninguém podia com essa mulher então!

Nas mãos dos roteiristas certos, caro padawan, era exatamente isso que acontecia!

Algo que definiu bastante a Capitã Marvel nos anos 80 foi sua capacidade de se adaptar as mais diversas situações em combate, o que a tornava um trunfo na manga do Capitão América, já que ela além de já poder converter o corpo em todas essas energias diferentes, ela também podia conhecer uma nova, analisá-la e também se transformar nela. Nas Guerras Secretas (a primeira saga, lá dos anos 80 feita pra vender bonequinhos), embora suas capacidades não tenham sido tão bem exploradas, a Capitã serviu mais como espiã para a equipe dos heróis, usando sua invisibilidade e seu poder de luz para viajar rapidamente entre as distâncias do planeta-arena de Beyonder, espionando o grupo do Doutor Destino.

Capitã Marvel nas Guerras Secretas, arte de Mike Zeck

No final dos anos 80, quando então Marvel e DC planejavam o primeiro confronto entre Vingadores e Liga da Justiça (Aquele que nunca saiu do papel), a Capitã era uma membra ativa na equipe dos Heróis Mais Poderosos da Terra, e embora os editores da DC quisessem um confronto direto entre Flash e Mercúrio, Jim Shooter (o editor-chefe da Marvel na época) acabou servindo como a voz da razão, alegando que o seu Mercúrio nunca seria páreo para o Corredor Escarlate da DC, e que um confronto digno para saber quem é o mais veloz seria com a Capitã Marvel, por razões óbvias. Assim, nessa história que jamais foi concluída, praticamente todos os heróis teriam seus análogos: Aquaman x Namor, Eléktron x Homem Formiga, Mulher Maravilha x Hércules, Flash x Capitã Marvel e etc.


Já nos anos 90, Os Vingadores entraram em combate contra os X-Men para tentar levar Magneto à justiça por todos seus crimes. O Mestre do Magnetismo havia afundado um submarino russo além de ter ameaçado a humanidade uma caralhada de vezes antes de assumir a liderança dos X-Men, e a fim de evitar um acidente diplomático gigante, era necessário que o mutante fosse preso e julgado. Na época, os Vingadores eram formados por Capitão América, Thor, Mulher Hulk, Cavaleiro Negro e Doutor Druida e a Capitã Marvel era vista pelos X-Men como a MAIOR AMEAÇA. Numa das cenas de perseguição entre as duas equipes, uma fala da Vampira deixa bem claro o medo que ela sente em enfrentar a Capitã:


“É sério! A gente precisa sumir antes que a Capitã Marvel apareça!”


Antes disso, a Capitã tinha aparecido voando (de COSTAS, para esculachar mais!) ao lado da mutante avisando que ela não poderia ir longe demais (quer disputar com alguém que voa na velocidade da luz??) e fritado os circuitos da armadura do Homem de Titânio enquanto o Thor tomava uma surra do gigante russo. Vale lembrar, que o Deus do Trovão sofria de uma enfermidade na época que tornavam seus ossos frágeis, e ele precisava de uma armadura.


Pouco depois, nessa mesma aventura, a Capitã age como espiã, ficando invisível e entrando no Pássaro Negro, o jato dos X-Men, para saber o paradeiro de Magneto, e logo em seguida ela DERROTA facilmente o Mestre do Magnetismo atravessando seu campo de força magnético, enquanto Thor e Mulher Hulk tentavam atravessá-lo inutilmente na porrada.


Derrotando Magneto, arte de Marc Silvestri

Derrotar o Magneto não é pra qualquer um, mas Monica tem isso em seu currículo.


Com essa mesma formação de Vingadores (mais Hércules e Namor), mais tarde Monica tornou-se a líder da equipe após o afastamento da Vespa, e foi nessa mesma época que Os Heróis Mais Poderosos da Terra sofreram aquela que é considerada até hoje uma de suas maiores derrotas: A invasão da mansão orquestrada pelo Barão Zemo e seus Mestres do Terror. Para que o plano de Zemo desse certo e ele pudesse infligir um ataque em massa que pegasse os Vingadores de calças curtas na mansão, era necessário que ele primeiro eliminasse a Capitã Marvel, o que ele fez usando os poderes do Blecaute, inimigo clássico da heroína que era capaz de manipular um tipo de energia escura

Arte de John Buscema

Manipulado até as tampas por Zemo, o Blecaute prendeu a Capitã dentro da dimensão escura que ele controlava, e assim ela permaneceu quase até o fim da saga. Enquanto ela procurava uma saída daquele universo escuro (o que se deu posteriormente graças aos poderes do Mortalha), Zemo, a Gangue da Demolição, Titãnia, Homem Absorvente, Tubarão Tigre, mais Rocha Lunar e o Mr. Hyde invadiram a mansão e acabaram com os Vingadores remanescentes, esculachando não só o Capitão América e o Cavaleiro Negro como também o Jarvis, o mordomo.


Vale lembrar que nada disso teria acontecido se a Capitã Marvel não tivesse sido aprisionada logo no início.


Alguns anos depois, a Capitã Marvel acabou perdendo o seu brilho (sem trocadilhos), e cada novo escritor que assumia o título dos Vingadores fazia com que ela se tornasse cada vez menos poderosa e cada vez menos interessante. Depois do seu auge, ela perdeu os poderes e ficou na reserva por um longo tempo, e quando os recuperou, decidiu mudar de nome, não se achando digna do legado que ele carregava (o nome era em homenagem ao falecido Capitão Mar-Vell), além de dar a vez para o recém-surgido Genis-Vell, filho do primeiro Capitão Marvel e que passou a usar a alcunha. 


Chamando a si mesmo de “Fóton”, Monica participou (embora sem o mesmo brilho) do segundo encontro entre os Vingadores e a Liga da Justiça, escrita por Kurt Busiek e desenhada por George Perez, e um dos destaques nessa saga é sua luta contra o Lanterna Verde Kyle Rayner


Após ser atingida pela energia do anel e ser vencida por ele, Monica aprende a usar aquela energia, e já em seu segundo encontro com o rapaz, ela absorve seu poder e passa a não ser mais atingido por ele. Na aventura, Monica ajuda seu time a recuperar os artefatos místicos que vão impedir que Krona destrua seu universo, e ela é um excelente reforço para os Vingadores, que apesar disso, acaba PERDENDO a disputa graças a um estratagema do Capitão América e do Batman.

Derrotando o Capitão Átomo e o Nuclear, arte de George Perez

Na década seguinte, longe das sagas mais importantes da Marvel (aparecendo de relance na Guerra Civil) Monica Rambeau continuou vivendo suas aventuras enquanto a Miss Marvel assumia a posição da MAIOR heroína da editora. Ela ainda mudaria de nome mais duas vezes (Primeiro “Pulsar” quando Genis-Vell se tornou o Fóton e depois para Espectro, como é conhecida hoje em dia), e com seu nome mudou também a aparência e o uniforme. 


Não se sabe qual a verdadeira razão dos editores da Marvel terem “rebaixado” a personagem tantas vezes nas últimas décadas depois dela ser considerada a PRINCIPAL heroína Marvel nas décadas de 80 e 90, mas é fato que se seu status quo não tivesse sido alterado, ela seria uma personagem incrível de se ver nos cinemas e não só por seus dons. Além dela ter poderes que a destacariam de qualquer outro personagem, ela seria uma forte representante negra (assim como o Pantera Negra hoje é visto) e uma personagem feminina fortíssima, sendo ela capitã, tenente e tendo uma capacidade de liderança comprovada ao longo do seu histórico nas HQs. A atual Capitã Marvel (Carol Danvers) ganha um filme em 2019, mas adoraríamos ver uma adaptação DECENTE para a TV ou para o cinema da PRIMEIRA E ÚNICA Capitã Marvel.

NAMASTE!

3 comentários:

  1. Ótimas informações amigão, na me ajuda a me atualizar e relembrar...Abracos!

    ResponderExcluir
  2. NÃO TENHO MAIS A REVISTA MAS VI A CAPITÃ CLÁSSICA SENDO DERROTADA APENAS POR MEFISTO NA SAGA Mefisto Versus Heróis Marvel Nº 3 Quarteto Vingadores

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...